-->

Receba as Novidades em Primeira Mão

3 de fevereiro de 2018

Laton Cordeiro desabafa com grande mágoa sobre a indústria cultural em Angola

Share On Facebook ! Tweet This ! Share On Google Plus ! Pin It ! Share On Tumblr ! Share On Reddit ! Share On Linkedin ! Share On StumbleUpon !
Ausente dos palcos angolanos e a residir em Portugal há sensivelmente dois anos com o objectivo de internacionalizar a sua carreira musical, Laton, ex-integrante do grupo Kalibrados, diz que há muitas dificuldades e injustiças entre os sectores da indústria cultural angolana. Existe uma grande frustração entre os artistas e uma luta de titãs por nacos pequenos de poder.

“Eu mesmo defini o meu trajecto e tenho a plena convicção de que o meu trabalho me levará aos grandes palcos de Angola. O nosso mercado é apenas o nosso mercado, é o único que temos, há muita boca e pouca comida. Tive uma sorte que muitos artistas gostariam de ter e poder vir para Portugal e viver da música sem precisar de patrocínio, sem viver a pedir dinheiro aos empresários e poder viver sem ter que, obrigatoriamente, assumir bandeira política. Falo disso tudo com grande mágoa no coração, pois preferi mil vezes com a honestidade da minha alma sair de Angola para o mundo a tentar esse caminho, e ser orgulhoso para o meu povo a partir de Portugal. Desejo que os promotores culturais angolanos sejam apoiados pelo governo a fim de não haver apenas um promotor que domina tudo, mas sim vários grandes promotores deixando espaço para todos brilharem,” desabafou.

Apesar da sua insatisfação, Laton está com uma carreira bastante consistente em Portugal e em nenhum momento pensou em desistir da música, porque nunca trabalhou noutra área, nem tem um curriculum vitae, a música é a única profissão que sabe exercer, mostrando às pessoas que é possível vencer na vida, motivar quem lhe observa e inspirar-se, tendo a música e a família como os motivos das suas lutas diárias.

«
Próximo
Mensagem mais recente
»
Anterior
Mensagem antiga
Postagens Recentes
Deixe Sua Opinião
 
Desenvolvido por: Sozinho Samba André • Powered by Samba SA Muzik
Editado por: Digital MiQ